Notícias de Caçador e Região

Bolsonaristas confundem ação social com intervenção militar: ‘É para tremer a base’

Bolsonaristas confundiram uma ação social integrada pelo Exército com uma suposta ‘intervenção militar’ na Praça da Sé, no centro de São Paulo.

Um apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL) fez um vídeo enquanto passava pelo local no momento em que as tendas eram montadas.

“Vinte de novembro de 2022. A gente estava na porta do quartel, do Comando Militar do Sudeste, ficamos sabendo disso aqui e eu vim dar uma olhada. E é verdade”, diz. “Eles montando uma base, as cabanas…Mano, normal não é. Olha a estrutura que o Exército montou. Nunca vi isso aqui na Praça da Sé, irmão. Posso falar uma coisa para você, irmão? É pra tremer a base”.

Em outro vídeo que circula nas redes sociais, um bolsonarista também faz ilações na praça, supondo uma intervenção militar, quando foi interrompido pela juíza Marisa Cucio, que se apresenta como uma das coordenadoras da ação social.

“Eu tenho medo que essas notícias vazem, e o pessoal ache que vai ter intervenção e eu não vou conseguir atender a população de rua”, esclareceu a magistrada.

A juíza se referia à 2ª edição do “Mutirão de Atendimento às Pessoas em Situação de Rua – Pop Rua Jud Sampa”, que acontecerá nos dias 21, 22 e 23 de novembro, que envolve 40 entidades, entre elas o Exército. Serão 30 serviços ofertados às populações vulneráveis da cidade.

Com informações Carta Capital 

Veja Também

Comentários estão fechados.