Notícias de Caçador e Região

Bandidos teriam pedido R$ 2 milhões como resgate de médica sequestrada, em Erechim

Os sequestradores da médica Tamires Gemelli da Silva Mignoni teriam pedido R$ 2 milhões como resgate da vítima, segundo informações do site “Olho aberto Paraná”, após quase três dias do sequestro da mulher, no município de Erechim (RS).

A informação é que os sequestradores fizeram contato com a família e exigiram a quantia. A informação foi confirmada pelo radialista Gilson Pessoa, da cidade de Cascavel (PR), que é irmão de Berto Silva, pai de Tamires. A revelação do pedido de resgate foi feita em entrevista a Ado Junior, da rádio Web Brasil Hits.

A Polícia Civil e a Brigada Militar realizam buscas pela médica, que foi abordada quando saía de um posto de saúde no bairro Aldo Airolli, por volta das 11h20 de sexta-feira, dia 16, em Erechim. Tamires é filha de Berto Silva, prefeito de Laranjeiras do Sul, no interior do Paraná.

Ela foi levada em seu próprio carro, um Equinox, que durante a tarde foi abandonado próximo a uma fábrica, no bairro Cristal, cerca de seis quilômetros de onde a médica foi capturada. Outros dois veículos, que podem ter relação com o desaparecimento, foram localizados pela polícia.

A polícia confirmou à reportagem da RBS TV que um homem foi levado à delegacia, mas não deu mais detalhes para não atrapalhar as investigações. No sábado, dia 17, equipes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) de Porto Alegre chegaram em Erechim para auxiliar nas buscas.

Com informações Oeste Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.