Notícias de Caçador e Região

Ator é preso por armazenar pornografia infantil

O ator José Dumont, de 72 anos, foi preso em flagrante nesta quinta-feira, dia 15, suspeito de armazenar imagens de pornografia infantil no celular e no computador pessoal, após denúncias de vizinhos.

O artista também está sendo investigado por supostamente ter cometido abusos contra um menino de 12 anos. As cenas onde ele beijava e acariciava a criança foram gravadas pelas câmeras de segurança do condomínio onde mora.

De acordo com as investigações, ele se aproximou do menino há um ano, oferecendo ajuda financeira e presentes.

O ator foi levado para Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (Dcav), passando por audiência de custódia no final da tarde.

Afastado dos trabalhos

José Dumont estava contratado para fazer parte da novela “Todas as Flores”, exibida no Globoplay. Por conta do caso, a Globo decidiu retirá-lo da novela e divulgou uma nota.

“[…] A suspeição de pedofilia é grave. Nenhum comportamento abusivo e criminoso é tolerado pela empresa, ainda que ocorra na vida pessoal dos contratados e de terceiros que com ela tenham qualquer relação”, disse o comunicado.

Carreira

O ator nasceu em Bananeiras, na Paraíba, em agosto de 1950, e começou a carreira no teatro, participando de mais de 40 filmes, como “O Homem que Virou Suco”, “A Hora da Estrela” e “Dois Filhos de Francisco”. Foi premiado como o melhor ator em vários festivais, como o de Gramado, em 1981.

Na Globo, estreou na década de 1970, em programas como “Caso Verdade” e o seriado “Carga Pesada”. Protagonizou o especial “Morte e Vida Severina”, que ganhou o Emmy Internacional. Na emissora, fez mais de 15 novelas e séries, incluindo Pantanal, em 1990, e América, em 2005.

Na Record, onde ficou quase por uma década, participou de séries, como “Milagres de Jesus”, e novelas, como “Caminhos do Coração” e “Mutantes”.

Com informações do g1

 

Veja Também

Comentários estão fechados.