Notícias de Caçador e Região

Arquivos de imagem JPEG podem ganhar proteção contra cópia

Arquivos de imagem do tipo .jpeg podem ganhar restrições de uso e proteção de dados com criptografia para impedir cópias. A novidade pode ser aplicada por fotógrafos, para impedir que suas fotos sejam utilizadas sem autorização, ou mesmo por usuários comuns, para garantir que suas imagens não se disseminem pela Internet. A possibilidade está sendo estudada pelo comitê que coordena e gerencia o uso desse padrão pelo mundo.

Outra vantagem da restrição é que os meta-dados, que ficam anexados aos arquivos, estariam inacessíveis aos olhos de terceiros. Entre esses dados, estão a localização e a data em que a foto foi tirada.

O outro lado

Embora os efeitos de proteção de privacidade sejam positivos, grupos como a EFF enxergam a criação dessas restrições como uma forma de limitar a liberdade da Internet e cercear a criatividade dos internautas. Se essas restrições se tornarem realidade, os populares memes, por exemplo, podem deixar de existir.

Outro ponto destacado pela EFF é que essa aplicação pode desencadear o surgimento de métodos ilegais para burlar a proibição. Um exemplo mencionado pelo grupo são as políticas anti-cópia aplicadas em DVDs na década passada, que acabaram estimulando um grande número de hackers a criar formas de desbloqueio dos conteúdos dos discos.

Na perspectiva da fundação, o uso de qualquer método de restrição de uso em arquivos .jpeg causará o mesmo efeito, incentivando desenvolvedores a criarem processos de desbloqueio de fotos protegidas e de informações retidas em meta dados. O grupo JPEG rebate, lembrando que as restrições seriam opcionais: caberia ao criador da imagem se seu uso será restrito.

Veja Também
Comentários
Loading...