Notícias de Caçador e Região

Após denúncias, Defesa Civil age para acabar com construções clandestinas em área de risco

Após denúncias, a Defesa Civil de Caçador, com o apoio dos setores de Habitação e Fiscalização da Prefeitura, além das polícias Militar e Ambiental, flagraram uma série de construções clandestinas em área de risco e de Preservação Permanente.

Os “barracos” foram erguidos às margens do rio do Peixe, na área conhecida como Cibrazem, de onde já haviam sido retiradas várias famílias e realocadas em casas da própria Defesa Civil.

[tie_slideshow]

[tie_slide] [/tie_slide]

[tie_slide] [/tie_slide]

[tie_slide] [/tie_slide]

[tie_slide] [/tie_slide]

[tie_slide] [/tie_slide]

[tie_slide] [/tie_slide]

[tie_slide] [/tie_slide]

[tie_slide] [/tie_slide]

[/tie_slideshow]

“Vamos tomar as providências necessárias para que essas pessoas deixem o local, principalmente por causa do risco de enchente e pela poluição que estão causando”, afirmou Sérgio Eloy Bisotto, da Defesa Civil.

No local, muito lixo foi acumulado às margens e dentro do rio do Peixe, o que configura como crime ambiental. “Muitas dessas pessoas que se alojaram e construíram nesta área não são de Caçador, mas simplesmente chegaram e se estabeleceram ali”, completou Bisotto.

Todos os moradores foram notificados e deverão desmanchar as construções. Novas obras estão proibidas de serem iniciadas.

Veja Também

Comentários estão fechados.