Notícias de Caçador e Região

Adesão diminui, mas manifestantes mantêm ato, em Caçador

O movimento que iniciou ainda na noite de domingo, 31, após o resultado das eleições do 2º turno, qual deu a vitória ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com uma adesão muito grande, começou a perder força em Caçador. Ainda no domingo, manifestantes se reuniram em frente ao Hotel Brivalli, bloquearam a rodovia Engenheiro Lourenço Faoro.

O forte movimento passou a ganhar força e muitas pessoas ficaram na chuva e frio em protesto. No feriado de Finados, foi realizada uma das maiores carreatas que Caçador já viu, em torno de 4 mil veículos e aproximadamente 10 mil pessoas nas ruas.

Entretanto, após a últimas manifestações públicas do presidente Jair Bolsonaro (PL), o movimento começou a enfraquecer. Algumas pessoas que estão à frente da organização ainda tentam chamar as pessoas para manter o ato firme através dos grupos de WhatsApp. A manifestação deve prosseguir por tempo indeterminado.

Veja Também

Comentários estão fechados.