Notícias de Caçador e Região

Secretária de Saúde é investigada por furar fila da vacina contra Covid-19 no Oeste

A secretária de Saúde do município de Planalto Alegre, no Oeste de Santa Catarina, Elsa Ferla Dallacorte, está sendo investigada por suspeita de ter furado a fila da vacinação contra a Covid-19. A investigação é feita pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), por meio da 10ª Promotoria de Justiça da comarca de Chapecó.

Segundo informações preliminares da promotoria de Chapecó, o MPSC recebeu duas denúncias de que a secretária teria passado na frente de pelo menos 13 servidores efetivos e seis agentes comunitários de saúde que teriam prioridade para receber as duas doses do imunizante.

Outros seis servidores públicos da cidade serão ouvidos como informantes, pois segundo o MPSC, durante a investigação, poderão ser colhidas informações que os coloquem na posição de investigados.

De acordo com o Ministério Público, a investigação está apurando a prática, em tese, de atos de improbidade administrativa, que resultaram em violação aos princípios administrativos por parte da secretária que, valendo-se do cargo público ocupado, teria sido imunizada na primeira etapa da campanha de vacinação. As testemunhas ainda não foram ouvidas e o caso segue sendo investigado.

Ainda conforme o MP, ela estaria contrariando, entre outros instrumentos normativos, a Deliberação 002/CIB/2021, da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina. A normativa estabelece a definição dos grupos prioritários para a vacinação contra a Covid-19 no Estado.

Por meio de nota da assessoria de imprensa, a administração municipal de Planalto Alegre informou que está tomando conhecimento das informações durante a tarde desta segunda-feira e um posicionamento só acontecerá após os fatos serem averiguados.

Com informações do ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.