Notícias de Caçador e Região

SC ultrapassa 1 milhão de casos confirmados da Covid-19; três cidades lideram ranking

Santa Catarina ultrapassou um milhão de casos confirmados da Covid-19. O dado consta no painel do governo do Estado, atualizado nesta sexta-feira (11). Agora, 1,2 milhões de pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus no Estado. Em comparação com o dia anterior, o total de casos confirmados subiu 4.043.

No dia 12 de março de 2020, a Secretaria de Estado da Saúde confirmou os primeiros dois casos da Covid-19 em Santa Catarina: um homem de 34 anos e uma mulher de 28 anos, que contraíram a doença no exterior e não precisaram ser internados.

Atualmente, já foram confirmados casos em todos os 295 municípios catarinenses e 293 cidades registraram pelo menos uma morte. As duas únicas cidades sem óbitos por Covid-19 são Flor do Sertão e Novo Horizonte, ambas no Oeste catarinense.

Casos por regiões

A macrorregião do Planalto Norte e Nordeste tem o maior número de casos confirmados, com 190.411. Em seguida, vem a Grande Florianópolis com 176.901 casos confirmados da Covid-19.

A terceira colocação fica com a região Sul, onde 157.565 pessoas já foram infectadas pela doença. Os municípios catarinenses com mais casos confirmados são Joinville, com 95.581, Florianópolis, com 75.989 e, na sequência, Blumenau, com 48.890.

Explosão de casos ativos

O Estado chega ao número em meio à explosão de casos ativos nas últimas 24 horas, mais de 3 mil – e a maior taxa de letalidade para Covid-19 desde o início da pandemia, 1,59%. No Brasil, o índice é de 2,8%, e na região Sul 2,23%.

Nesta quinta-feira, a taxa de ocupação de leitos de Covid-19 adulto é de 97,17% e apenas 29 leitos estão disponíveis em todas as regiões de Santa Catarina. O Estado atingiu 15.895 mortos devido a complicações da doença. De quinta (10) para esta sexta foram registradas 52 mortes.

Segundo o médico infectologista Martoni Moura e Silva, não se sabe quando a terceira onda chegará, mas o cenário deve ser de mais jovens internados pela doença.

“Tivemos um pico importante, o maior durante toda a pandemia um ano após o início. Estamos caminhando para desenhar um platô de estabilidade de casos em nível alto. Obviamente, isso leva a uma assistência deficitária e tempo na Covid-19 é primordial”, reitera o especialista.

Restrições em vigor
O atual decreto, de 1º de maio, prorrogou as medidas que já estavam valendo até o dia 15 de junho.

Procurada pelo ND+, a SES (Secretaria de Estado da Saúde) informou, em nota, que o objetivo é “manter as medidas de distanciamento para a prevenção ao Coronavírus, aliado a um equilíbrio entre a segurança sanitária e a economia do Estado de Santa Catarina”. Assim, em relação ao aumento das restrições, a secretaria não sinalizou mudanças.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.