Notícias de Caçador e Região

Rescisão do contrato com empresa é motivo de preocupação

A rescisão do contrato entre a Prefeitura de Caçador e uma empresa que estava fazendo a gestão da saúde no Pronto Atendimento, devido a uma determinação do Ministério Público, é motivo de preocupação por parte do vereador Valmor de Paula (PT).

Ele explicou que foi, junto com um grupo, conversar com o promotor Glauco Riffel, para tentar uma solução para a situação. “Precisamos agora, até a realização do concurso público, contratar pessoas físicas e temos uma grande dificuldade, já que a carga horária desses médicos é bem maior do que a normal”, destacou.

Valmor exemplificou, afirmando que um médico no posto de saúde realiza 4 consultas por hora, mas que no PA, são realizadas em torno de 200 por dia. “Para suprir essa necessidade, é necessário um número elevado de médicos, se levar em consideração a consulta”, explicou.

O vereador citou ainda que está prevista a realização do concurso público para este setor em Caçador. “Entretanto, os médicos daqui afirmam que não teremos profissionais para trabalhar 40 horas, pois eles têm que se dedicar também para o consultório particular”, finalizou.

Mais notícias de política>

Veja Também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.