Notícias de Caçador e Região

No Paraná: Pai conta, detalhadamente, como matou o filho de dois anos

Daniel Pereira, de 43 anos, está preso e confessou que matou o próprio filho em São José dos Pinhais/PR. Inicialmente, o homem alegava que a criança teria sido morta durante um suposto assalto seguido de sequestro.

Em depoimento, o homem disse que matou o filho Erick Pereira, 2 anos, porque teria sido transferido de setor na empresa onde trabalha. Com medo de perder o emprego e não conseguir sustentar a família, o pai teria matado a criança.

Homem diz que matou o filho porque será transferido de setor na empresa
Homem diz que matou o filho porque será transferido de setor na empresa

Segundo ele, primeiro tentou matar a criança afogada, mergulhou a cabeça na água e ficou forçando pelas costas. Como Erick se debatia muito, tentou forçar mais um pouco, com o corpo mais que metade na água. Os pés da criança começaram a bater no rosto dele, nisso a criança já estava quase desacordada e tossindo muito.

O pai pôs a criança no banco da frente e começou a andar sem rumo com o carro. Para terminar a barbárie, com as mãos sujas de areia e barro foi sufocando o pescoço, enfiando os dedos na boca e fechando o nariz. Erick, minutos depois do sufocamento, morrreu. O corpo foi localizado no início da tarde desta terça-feira (17). O menino estava desaparecido desde a tarde de domingo (15).

Segundo as primeiras informações, o corpo foi localizado na Colônia Zacarias, área rural de São José dos Pinhais. O Instituto Médico Legal fez a remoção do corpo, mas ainda não há informações sobre a causa da morte.

O caso

O pai da criança, Daniel Pereira, de 43 anos, procurou ajuda na manhã de segunda-feira (16) afirmando que bandidos teriam matado seu filho. De acordo com o depoimento, o homem passeava de carro com o filho em uma lagoa no município de Rio Branco do Sul, quando os dois teriam sido abordados por criminosos, que anunciaram um assalto.

De acordo com ele, os bandidos teriam obrigado pai e filho a entrarem no próprio veículo e durante o trajeto teriam matado a criança com dois tiros, pois, segundo os criminosos, o garoto chorava muito. O pai teria conseguido escapar dos bandidos e procurado ajuda em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Itaperuçu na manhã de segunda-feira (16).

Com informações de Michel Teixeira.

Veja Também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.