sábado , 22 julho 2017
Início / Colunas / Marcha dos Prefeitos – Por Ericsson Luef

Marcha dos Prefeitos – Por Ericsson Luef

Marcha dos Prefeitos

Nesta semana, prefeitos de todas as regiões do país estiveram em Brasília na 20ª Marcha em Defesa dos Municípios, dando visibilidade ao abismo que separa a União das Prefeituras, a quem cabe o atendimento direto ao cidadão.

Cerca de 300 lideranças catarinenses – prefeitos, vereadores e membros de administrações municipais – marcaram presença na Capital Federal para debater temas de fundamental importância.

Hoje o que vemos são os Municípios com cada vez mais responsabilidades, sem a contrapartida necessária. Os recursos carimbados da União para alguns setores, como educação e saúde, por exemplo, são insuficientes para dar conta da demanda.

Pacto Federativo

Entre as inúmeras reivindicações dos prefeitos em Brasília, está à revisão do Pacto Federativo, assunto recorrente, mas com poucos avanços.

Grande parte dos muitos tributos que nós brasileiros pagamos concentra-se em Brasília e volta à conta gotas para as cidades, onde o cidadão busca o atendimento na saúde, na educação, na segurança e tantos outros segmentos.

Com isso as Prefeituras precisam utilizar os poucos recursos que tem no atendimento básico à população, inviabilizando qualquer possibilidade de investimentos municipais.

Promessa e pressão

Há pouco mais de um ano, quando Michel Temer assumiu a Presidência da República, ele surpreendentemente anunciou disposição em rever o Pacto Federativo, que nada mais é que a relação entre União, Governos Estaduais e Prefeituras, estabelecendo responsabilidades e a divisão do bolo tributário.

Infelizmente este assunto não voltou mais a pauta, mas tenho a esperança que o presidente cumpra sua palavra.

Este assunto vem sendo discutido ao longo das décadas e precisa ser enfrentado. Não é possível ver os prefeitos com pires na mão, em busca de migalhas para dar conta das demandas locais.

É nas cidades que as pessoas vivem e, portanto, a divisão de recursos precisa ser mais justa.

Tomara que a 20ª edição da Marcha dos Prefeitos traga novamente o tema para a pauta.

Um Brasil melhor, mais justo, passar pela revisão do Pacto Federativo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Sobre Ericsson Luef

Ericsson Luef
Eu sou Ericsson Luef e venho da loira Blumenau, no Vale do Itajaí. Na cidade, minha família construiu uma história de sucesso, um empreendimento que é referência nacional.A Companhia Hemmer, empresa que completou cem anos em 2015, que tenho o orgulho de presidir o Conselho Administrativo. Contamos com 700 colaboradores, responsáveis pela produção de 350 itens alimentícios. Sou um apaixonado por esportes, em especial o futebol. Fui dirigente do Metropolitano, equipe de Blumenau, e sou vice-presidente da Federação Catarinense de Futebol.Mais recentemente comecei a militar na política, por entender que apenas cidadãos de bem podem mudar o estado de coisas que assistimos no Brasil. Se queremos um país diferente, precisamos de posturas diferentes e sair da nossa zona de conforto

Veja também

Dois menores são apreendidos por diversos crimes na região

A Polícia Civil de Tangará, nesta quinta-feira, 20, cumpriu mandados de apreensão expedidos em desfavor …