Notícias de Caçador e Região

Leo Chaves é vítima de fake news em vídeo sobre atos antidemocráticos

Mais uma mentira bolsonarista tem confundido o público nas redes sociais. Desde a última terça-feira (10/1), circula na web um vídeo em que Leo Chaves apoia manifestações, mas a legenda sugere que o conteúdo é atual e que o cantor estimula atos antidemocráticos. O material é falso.

No vídeo, publicado em 25 de maio de 2018, o sertanejo se posiciona a favor da greve dos caminhoneiros. Bolsonaristas acrescentaram as frases: “Paralização [sic] urgente do Brasil” e “10/01/2023 Cantor Léo faço dele minhas palavras”.

“É uma revolução que poucos tiveram coragem de fazer”, disse Leo Chaves no vídeo. Entretanto, a data manipulada sugere que o cantor endossa os atos antidemocráticos que bolsonaristas planejam após terem destruído as sedes dos Três Poderes, no último domingo (8/1).

Alguns seguidores chegaram a marcar o ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), para denunciar o sertanejo, quando o que deveria ser denunciada era a fake news.

Procurada pelo Metrópoles, a assessoria de Leo Chaves informou que o vídeo de 2018 é “totalmente fora do contexto atual”.

Com informações Metrópoles

Veja Também

Comentários estão fechados.