Notícias de Caçador e Região

Kindermann tem melhor atleta da Taça Encantado e é vice-campeão

O Kindermann disputou pela primeira vez da Taça Encantado de Futebol Feminino. O campeonato aconteceu no Rio Grande do Sul, em Encantado, nos dias 6, 7 e 8. A terceira edição da disputa revelou o Kindermann, que se destacou com boas pontuações e consagrou o segundo lugar.

Além disso, Marcela Hulk ainda foi eleita a melhor jogadora do Campeonato. As vice-campeãs se destacaram em campo desde o primeiro jogo. Durante toda a disputa, levaram apenas um gol no final do campeonato na cobrança de um pênalti do Internacional, gol que deu a vitória ao time Colorado.

Na sexta-feira, Kindermann estreou na disputa contra a Chapecoense. O placar foi finalizado com três gols, marcados pela Sthephanie, Pele e finalizado pela Giovanna Crivelari. No segundo dia, a disputa foi contra o Palestra de Carazinho. Gabi, Marcela Hulk, Rafaela Andrade e Flávia fecharam o placar em quatro a zero. No mesmo dia a tarde, Kindermann disputou contra ASFF, vencendo novamente de três a zero com gols marcados pela Sabrina, Romero e Mariana. No domingo de manhã a semifinal foi contra o Criciúma, que levou uma goleada de sete a zero. Flávia, Catyellen, Rafaela, Bianca, Tauane e Giovanna Crivelari marcaram os gols contra o Cricíuma.

O jogo da final foi dominado pelo Kindermann. Além de posse de bola as atletas estavam incisivas e atacavam continuamente. Porém, a cobrança de um pênalti deu ao Internacional a vitória do campeonato.

O treinador do Kindermann, Jorge Barcellos, avalia como positiva a atuação da equipe na disputa. “Foi bom pois demos a oportunidade para todas as jogadoras atuarem em campo, todas as goleiras que estavam também participaram. E foi vantajoso pelo fato delas entrarem em campo e sentirem a pressão de um campeonato. Foi a primeira vez este ao que atletas atuaram em amistoso. Tivemos algumas dificuldades pois, o campo não era bom e a bola também não, mas mesmo assim mantivemos a posse de bola sempre. Na final contra o Inter tivemos 90% da posse de bola. Então a avaliação é muito positiva, apesar do jogo da final ter sido bem estressante para as atletas”, destaca.

Quem assistia o jogo e as atletas que estavam no banco de reservas ficaram visivelmente revoltadas com a arbitragem que cometeu erros durante a partida.

Melhor jogadora da Taça Encantado

Ainda neste campeonato, Marcela Souza, a Hulk, levou o título de melhor jogadora do Campeonato. “Tivemos a oportunidades de colocar em prática tudo que vínhamos treinando. O treinador conseguiu mesclar as atletas, testando algumas formações e esquemas táticos visando o Brasileirão A1. Sobre o prêmio de melhor jogadora fiquei surpresa. Quando falaram meu nome cheguei a duvidar. Entre uma partida e outra, escutava boatos de elogios sobre meu trabalho e fiquei muito feliz. Essa premiação dedico a Deus, meus familiares, amigos, e principalmente as minhas companheiras de trabalho e comissão técnica. Graças ao trabalho em conjunto e união que esse prêmio veio para o time”, ressalta.

Marcella Hulk, é natural de São Paulo mas, viveu a maior parte de sua vida no Rio de Janeiro. Começou jogando no Juventus de São Paulo, por incentivo da mãe. Tem passagens também por times como o Vitória de Santo Antão, onde foi campeã Pernambucana e vice-campeã da Copa do Brasil e artilheira do Campeonato Pernambucano, jogou também no Santos, São Paulo, Flamengo, onde foi campeã brasileira em 2015, Vasco, onde trabalhou com o treinador Jorge Barcellos,e no ano passado disputou o Brasileirão pelo Sport de Recife. Foi contratada pelo Kindermann no segundo semestre de 2017 e renovou para 2018 e tem como meta a conquista do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino.

 

Veja Também

Comentários estão fechados.