Notícias de Caçador e Região

Governador assina contrato bilionário em Nova York

O governador Raimundo Colombo assinou, na manhã desta quinta-feira, em Nova York, o contrato de R$ 1,5 bilhão com o Bank of America. O montante é destinado a reestruturação da dívida do Estado com o governo federal. O ato representa uma desoneração de R$ 50 milhões mensais dos cofres do governo catarinense e viabiliza um grande volume de investimentos para Santa Catarina. “Sem dúvida é o maior momento destes dois anos de governo. Vamos começar 2013 com grande capacidade de investimento nas áreas que mais precisamos”,destacou o governador.

A grande conquista de todo o processo, segundo Raimundo Colombo, está na redução da taxa de juros da dívida com a União de 14% para 4%. “Uma mudança que representa uma economia significativa para o Estado, proporcionando uma boa folga operacional e diminuindo o impacto da queda de nossa receita”, destaca.

Colombo vislumbra o ano de 2013 como um grande momento para Santa Catarina, quando o governo poderá investir mais na educação, saúde, segurança e infraestrutura. “É sem dúvida uma grande conquista financeira para os catarinenses”, conclui.

O secretário da Fazenda, Nelson Serpa, que acompanhou a assinatura do contrato ressaltou a grande importância de se implementar e buscar medidas que proporcionem a desoneração dos cofres estaduais. “Demos uma grande passo com a assinatura deste contrato de reestruturação da dívida com a União. Ao final de 2013, teremos uma economia real de R$ 600 milhões, que se converterão em investimentos para Santa Catarina”, explicou Serpa.

Também acompanhando a comitiva catarinense, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Gelson Merisio, elogiou a grande conquista do governo, reconhecendo que o Estado receberá grande benefício. “É uma quantia vultosa que não sairá mais de Santa Catarina e que, somado as outras ações em andamento, fará grande transformação para a vida do nosso povo”.

A comitiva catarinense foi recebida pelos diretores do Bank of America, James Garvey, que assinou o contrato, e Pedro Bianchi, que participou ativamente do processo nos últimos meses e destacou a luta do governo na busca destes recursos. “Gostaria de parabenizar aqui o governo de Santa Catarina pelo empenho e pela capacidade de seus técnicos e administradores durante todo o processo que envolveu essa negociação”, declarou Bianchi, que em nome do Bank of America demonstrou satisfação em negociar com Santa Catarina e disse esperar por novas oportunidades de negócio.

No ato da assinatura, também estava presente a procuradora da Fazenda Nacional, Ana Lúcia Gatto de Oliveira, que em nome do governo federal avalizou a operação de crédito. Participaram ainda da reunião o secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Paulo Bornhausen, e o Cônsul Geral do Brasil, Rodrigo Gabsch.

Obras do BID VI estão garantidas
Apesar de assinatura do contrato com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) ter ficado para a primeira quinzena de janeiro de 2013, o governador Raimundo Colombo explica que o contrato está assegurado e a mudança de data não interfere em anda o andamento das obras. “As obras estão licitadas e já em andamento, portanto, a assinatura é meramente burocrática. As obras do BID VI, que são US$ 250 milhões, mais a contrapartida, representam um investimento de R$ 700 milhões em nossas estradas”, destaca.

De acordo com o governador, há 10 anos o Estado possuía uma frota de 1,5 milhão de veículos emplacados e hoje esse número subiu para 4 milhões. “Precisamos construir mais estradas, corrigir as já existentes, duplicando pistas, eliminando pontos de risco, proporcionando maior condição de mobilidade”.

Dessa forma, o governo também vislumbra a diminuição dos custos de produção e transporte de mercadorias, tornando a economia catarinense mais competitiva. Somando os investimentos capitados junto ao BID e ao Bank of America aos R$ 6,7 bilhões do Pacto por SC, que começa no início do próximo ano, Santa Catarina recebe, num mesmo momento o maior volume de investimentos de sua história.

Veja Também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.