Notícias de Caçador e Região

Dupla é condenada por homicídio motivado pelo furto de um cachorro

Os dois autores de um homicídio triplamente qualificado, denunciados pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) em Campo Belo do Sul, foram condenados a penas de 18 e 20 anos de prisão, em regime inicial fechado. O crime foi motivado pela discussão resultante de um furto de um cachorro.

A ação ajuizada pela Promotoria de Justiça da Comarca de Campo Belo do Sul relata que, em março de 2018, os réus e mais uma terceira pessoa, que não foi a julgamento por não haver prova de sua participação concreta no crime, armaram uma emboscada para a vítima em uma estrada rural do município, quando ela voltava do trabalho.

Depois de dominar a vítima, os réus a mataram com pelo menos sete facadas, mesmo após ela se ajoelhar implorar para lhe deixarem com vida. O crime foi decorrente de discussão entre a vítima e um dos criminosos, que lhe teria furtado um cachorro.

Conforme sustentou o Promotor de Justiça Guilherme Back Locks perante o Tribunal do Júri, o Conselho de Sentença reconheceu a autoria e a materialidade do crime, triplamente qualificado pelo motivo fútil, pela impossibilidade de defesa pela vítima e em razão da forma de ataque, pois os réus agiram de forma violenta e repentina.

A sessão de julgamento do Tribunal do Júri da Comarca foi realizada no dia 18 de novembro. Presos preventivamente ainda na fase investigatória do crime, os criminosos poderão recorrer da sentença, mas não terão direito de fazê-lo em liberdade. O Ministério Público estuda a possibilidade de recurso para aumentar a pena dos dois condenados.

Os nomes dos envolvidos não são citados em razão do processo estar em segredo de Justiça.

Com informações Oeste Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.