Notícias de Caçador e Região

Dittesc começa a pensar mudanças no trânsito

Trânsito
A Dittesc de Caçador já começa a pensar mudanças no trânsito. Esta semana, alguns testes já devem ser iniciados no centro da cidade, visando desafogar algumas ruas, que sofrem com engarrafamentos em horários de pico.

Queimadas
Leitor da coluna encaminha fotos deste final de semana, mostrando uma queimada nas proximidades do hospital Maicé. “Olha a irresponsabilidade”, disse o leitor.

width=400

width=400

Prestígio
Reitor da UNIARP, Adelcio Machado dos Santos, participou de encontro de partidários do PT com o deputado Federal Pedro Uczai.

Amigo de longa data do parlamentar, Adelcio participou do processo de separação da Unoesc em Chapecó, que se tornou Unochapecó, onde Uczai foi pró-reitor.

Aliás, apesar de pertencer a outra sigla partidária, Adelcio foi convidado para o evento do PT, mostrando o respeito suprapartidário angariado pelo reitor.

Extraordinárias
Depois da sessão extraordinária de sexta-feira, 18, a Câmara deve se reunir nesta segunda, de novo, para nova votação dos projetos de aumento no número de médicos e de parcelamento de dívida da Prefeitura com o IPASC.

Liderança
O prefeito Beto Comazzetto mostrou prestígio ao PT com a indicação de Valmor de Pauta para ser a sua liderança dentro da Câmara. Aliás, o próprio vereador já destacou que vai trabalhar intensamente para defender os interesses do Governo Municipal.

Saúde
Vereadores parabenizaram a atitude do prefeito Beto em procurar resolver a questão da saúde de Caçador. Projeto que aumenta o número de médicos foi aprovado por unanimidade e em tempo recorde, o que mostra que as autoridades municipais estão engajadas nas soluções do imenso impasse.

Dívida
Interessante a expressão do vereador Alencar Mendes (DEM) para definir a questão da dívida da Prefeitura com o IPASC.

“A dívida é grande, mais de R$ 2,4 milhões. Observando o projeto e relembrando fatos, podemos dizer que há menos de 20 dias, vimos um gesto mais teatral do que qualquer outra coisa, do ex-prefeito Imar Rocha entregando o caixa da Prefeitura com mais de R$ 5 milhões de saldo. Como que agora temos essa dívida”, indagou.

Origem
A origem da dívida remonta aos mandatos de Lucir Christ e Fernando Driessen. Vários parcelamentos já foram aprovados e Imar Rocha parou de pagar na metade do ano passado, alegando que a dívida não era sua. Sobrou para o prefeito Beto.

Veja Também
2 Comentários
  1. Maria Diz

    A divida da Prefeitura para com o IPASC é referente às parcelas patronais de julho a dezembro e 13° de 2013.

  2. Povo Diz

    Sabe qual diferença entre Imar e LULA? O Lula só é atacado pela oposição!!! kakaka

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.