Início / Notícias / Brasil / Crianças esquartejadas em possível ritual satânico eram argentinas, acredita polícia

Crianças esquartejadas em possível ritual satânico eram argentinas, acredita polícia

A Polícia Civil informou, na manhã desta quinta-feira (4), que as crianças encontradas esquartejadas em Novo Hamburgo podem ser argentinas. Batizada de Operação Revelação, a investigação tem como principal hipótese que os irmãos, cujos corpos foram localizados em setembro em um terreno baldio, tenham sido usados em um ritual satânico.

Como o DNA da menina, que tem de 10 a 12 anos, e do menino, de oito a 10 anos de idade, não foram localizados nos bancos de dados brasileiros, a polícia já desconfiava que pudessem ser estrangeiros. Com a identificação dos suspeitos, o delegado Moacir Fermino, coordenador da investigação, chegou a um homem nascido na Argentina.

— Ainda é uma hipótese, mas como ele é de lá, acreditamos que as crianças podem ter sido trazidas da Argentina. Não sabemos se foram sequestradas, compradas ou outra coisa — afirmou Fermino, que é titular da 2ª DP, mas está respondendo pela Delegacia de Homicídios de Novo Hamburgo.

Segundo o delegado, peritos especialistas em genoma serão consultados para avaliar o DNA dos irmãos, em busca de características como, por exemplo, traços indígenas e semelhantes a argentinos.

Na semana passada, três pessoas foram presas. Entre elas, está o suposto líder do grupo, identificado como “mestre e bruxo”. Conforme o delegado, que prefere preservar o nome do suspeito para não atrapalhar as investigações, o preso é uma referência no país e na América Latina em termos de magia negra.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Sobre Notícia Hoje

O Portal Notícia Hoje foi criado com o objetivo de ser uma alternativa na comunicação online. Trazendo notícias de Caçador e região, aborda política, economia, segurança, esportes e variedades e já se consolidou como referência na informação com rapidez e credibilidade.

Veja também

Em vídeo, ministério alerta para vacinação contra sarampo e pólio

O Ministério da Saúde fez um alerta, por meio de vídeo, sobre a importância da …